quinta-feira, 17 de março de 2011

BEM NASCIDO, BEM VIVIDO, MAL RESOLVIDO

Com Felipe Klamt

Parece que o deputado Carlinhos Amorim ainda não aprendeu nada nesta vida. Lembro quando era o candidato quase eleito para a prefeitura de Imperatriz e com a frase “o problema é que ele não gosta de acordar cedo” do coronel Melo acabou com o sonho do menino Carlinhos de ser igual ao pai dele: o melhor prefeito de Imperatriz.

Esteve na campanha de 2010 como o maior defensor da candidatura de Jackson Lago na região tocantina, depois chega à assembleia com o emblema do PDT costurado no peito, bem ao estilo super-pedetista, com poucos dias parece que a linha da costura estava puída, ele e sua turma de deputados pedetista correram de cabeça baixa aos pés da governadora Sarney.

Lembrando que este beija-mão tem como integrante o prefeito Madeira. Tudo combinado entre os pseudos oposicionistas.

Agora, o envelhecido Carlos, resolveu exigir a demissão do jornalista Herbertt Morais da assembleia, zangado pela simples pergunta de o porquê dele votar contra a audiência pública sobre a greve dos professores.

Nunca é tarde para amadurecer, de encontrar o verdadeiro sentido de ser um parlamentar. Somente não esquecendo que o mandato tem prazo, a memória dos jornalistas não.

2 comentários:

Sérgio Leandro disse...

não concordo com sua colocação

Sérgio Leandro disse...

Prezado Felipe Klamt,
peço permissão para fazer a seguinte consideração sobre esse fato:
Em nenhum momento tive a intenção de votar contra o interese dos professores, como voçê afirma.Entendo serem justas e legitimas as reivindicações apresentadas pela gloriosa classe de professores do nosso Estado, através de seu sindicato.Entretanto, compreendo que a pauta apresentada deve inicialmente ser discutida pela comissão de educação da Assembleia Legislativa ,instância apropriada para o debate, por tratar-de materia técnica que versa sobre o orçamento da educação, estatuto do educador, recursos do fundeb e etc. Uma audiência pública poderia provocar uma acalorada discussão em plenario , tendo em vista as opiniões diversas sobre o tema, prejudicando o êxito das negociações e consequentemente não surtindo o efeito desejado pela classe de professores. Desejo profundamente e trabalharemos nessa direção, que o impasse chegue a um bom termo, contemplando ao máximo o que estar sendo pleiteado pelo sindicato.
Quanto ao jornalista Herbertt Morais, lhe asseguro que não me dirigí ao Presidente da Assembleia e nem à diretoria de comunicação daquela casa para pedir o seu afastamento , o que voçê pode pessoalmente averiguar.Apenas não concordei com a afirmação desprovida de compreensão, e não questionamento, feito pelo jornalista.Atitudes de perseguição não condiz com minha personalidade.Prezo pelo bom senso e pela verdade.
Felipe, sinceramente desejo ao Herbertt saúde e felicidades e considero esse episódio superado.Bola pra frente.
Saudações,
Carlinhos Amorim-Deputado Estadual