quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

E POR AI VAI, A LENIÊNCIA COMO PADRÃO

Com Felipe Klamt

Fiquei pensando, para que analisar os nomes escolhidos pela Roseana Sarney na composição do seu secretariado?

Nada vai alterar as vontades da governadora, os ditos foram colocados para manter tudo como está, sem inventar nada que altere o mesmo de sempre. A leniência como padrão.







Parece que para os da terra vai o do latifúndio, para negociar as relações institucionais escolheram um comerciário, interessante, querem dar as costas para os projetos especiais. E por ai vai.

Sem esquecer aquele monte de ocupantes que já estavam e foram ficando. Nada demais lembrar os que vão ser contemplados por terem conseguido perder as últimas eleições. Bem prático.

Um estranho futuro de quatro anos....

Com imagem site Lixeira Dourada

Um comentário:

César Soares disse...

Feliz ano novo Felipe. Tudo de bom nesse 2001 que se inicia. Vc é uma das boas almas deste estado.
Um abraço, César Soares