quarta-feira, 29 de setembro de 2010

ROSEANA NÃO QUER A HERANÇA POLÍTICA, ELA É A HERANÇA


Com Felipe Klamt

Me respeitem”. Esta é a frase que ficou na mente da população após o debate dos candidatos ao governo do Maranhão. Parecia que não havia nada a ser discutido, somente uma senhora assustada com a proposta dos debatedores em fazer ela aceitar que continua sendo a filha de José Sarney.

Todos esperavam um massacre dos candidatos na Roseana Sarney, não aconteceu. O Saulo era a gentileza em pessoa, o Marcos Silva deixou de provocar com as suas tiradas hilárias, o Jackson Lago esqueceu que aquela era a chance de dizer à Roseana e ao povo a verdadeira história da sua queda do governo, a Roseana tentava escapar do Flávio e manter o equilíbrio emocional utilizando o Marcos Silva e o Flávio Dino determinado em apresentar as suas propostas diretamente ao público.

A imprensa nacional acompanha a eleição maranhense com uma simples pergunta: Vai ser desta vez que a família Sarney perde o seu poder?

Em eleição, nada, em momento nenhum, está definido. O grupo Sarney utilizava do Lula e da Dilma para alavancar a sua campanha, a tática não funcionou, a Roseana somente vem caindo nas pesquisas e começou a surtar com a idéia de ter de viver o terror de um segundo turno. Principalmente pegando de frente o candidato Flávio Dino.

Para aumentar a quantidade no receituário com lexotan, a Dilma começou a cair nas pesquisas por causa da empáfia do Lula, rapidamente os marqueteiros das duas candidatas diminuíram a participação do presidente nos seus programas. Parece ser tarde.

Havendo o segundo turno nacional, Roseana perde a sua única bandeira nesta eleição, o Lula naturalmente vai tentar se desgarrar do Sarney para não comprometer a sua Dilma. A cada dia fica mais claro que a sua popularidade no Maranhão está amparada na miséria do povo.

Quanto mais bolsa família, mais gente ficou pobre no Maranhão. Esta é a realidade.

Com imgem da Bessinha

Um comentário:

Jorge Alves disse...

Oi, FELIPE!
Estou aqui pelo Ceará torcendo pelo seu TRABALHO DIGNO e pela derrota da TURMA DE OCUPAÇÃO (família sarney).
Um forte abraço e sucesso!
Jorge