quinta-feira, 19 de novembro de 2009


Com Felipe Klamt
Viva O me Engana

Mais uma vez o governo eletrônico voltou à ativa com sua propaganda “me engana”, o lançamento de três programas numa tacada chamou a atenção dos especialistas políticos.
Hoje, encontrei um experiente militante, daqueles que tem que ter governo para ser contra, que foi logo definindo o futuro destes velhos e manjados programas. Na definição dele o Viva Água veio para desentupir os canos da CAEMA, para ele o maior benefício para a população necessitada não é ficar sem pagar a conta de água é ter o precioso liquido nos canos.
Ele chegou à conclusão que este governo é contra a melhoria de qualidade de vida dos pobres que para serem agraciados pelo programa Viva Luz não podem ter nem uma geladeira para beber uma água gelada vinda do programa Viva Água, se bem que como não tem água nas torneiras para que geladeiras?
A grande dúvida dele está no programa Viva Casa, ele não compreende como podem querer construir casas de alvenaria se os principais personagens deste governo afirmaram que morar em casa de taipa era uma questão cultural e não viam nada demais morar em uma casa de barro e coberta de palha.
Para completar a genial leitura, ele me falou que atualmente a sua maior vontade era ver os dirigentes estaduais fazendo um test-drive numa arejada casa de taipa, consumindo esta água abundante e sendo iluminados pelo “clarão” da luz gratuita. Que vida.

Dois milhões e meios de repúdios

O blog da Luciana Capiberibe informou que durante a I Conferência Estadual de Comunicação do Amapá, os comunicadores presentes aprovaram uma moção de repúdio, vale conferir a matéria:

“MOÇÃO DE REPÚDIO

Existem aqui no Estado do Amapá diversos jornalistas e blogueiros que estão com pendências econômicas na justiça devido a esse tipo de ações judiciais movidas pelo Senador José Sarney. A jornalista Alcinéa Cavalcante deve cerca de R$ 2,5 milhões por ter publicado a foto de uma charge com o símbolo, nascido em 2006, do movimento Xô Sarney criado pela Sociedade Civil. Outros jornalistas e blogueiros do Estado também vivem a mesma situação de ver seus minguados recursos serem bloqueados para pagar pesadas multas impostas pela ação do Senador.

Nós, participantes da I Conferência Estadual de Comunicação do Amapá, vimos por meio desta, manifestar através desta moção, nosso repúdio ao senador José Sarney por patrocinar o cerceamento da liberdade de expressão de blogs e meios de comunicação do Estado do Amapá.”

Um comentário:

Alexandre Sousa disse...

Felipe,

Há tempos te adicionei no meu blog, e tu ainda não me colocou na tua lista???

Me coloque por favor!

Viana também é Notícia! www.ovianense.com

Siga agente!