sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

O PSB DE SÃO LUÍS VAI CONTINUAR COM CASTELO?

Com Felipe Klamt

A cidade São Luís está jogada nos buracos, a gestão municipal de João Castelo paralisada na intrafegável inoperância, aguardando o passar das chuvas para soprar os ventos da conhecida capacidade de fazer tudo pelo período eleitoral.

Todos os partidos que compõe este período castelista fazendo de conta que a culpa está na centralização de poder do prefeito e sua filha Gardeninha. Bem ao estilo “eles não conversam com ninguém”.

Parece que o PSB de São Luís não faz parte deste governo municipal, ficou na lembrança a decisão de caminhar junto ao Castelo na eleição de 2009 com os socialistas sendo levados no bico com a promessa de construir uma nova cidade.

Uma vice-prefeitura e três secretarias, esta era a recompensa oferecida pelos operadores do PSDB, ocupantes de altos cargos no governo de Jackson Lago, para que os membros da executiva do partido não cumprissem o compromisso firmado e reafirmado publicamente com o PCdoB e com o PT para apoiar a nova proposta do Flávio Dino. E eu estava lá e fui com o partido.

O primeiro golpe veio com o operador Othelino Neto que surgiu no período de escolha como o mais consistente socialista, encantou o casal Afonso e Helena, prometeu com a ajuda do Aderson Lago o mundo para o Almeida e o Alves e mostrou ao Castelo que com o utilizar da maquina do governo estadual era o cara certo para ser o seu secretário de governo na primeira vaga do partido. Logo após a posse pulou a cerca para o PPS.

A segunda vaga de compensação veio por meio de uma secretaria de “Orçamento Participativo”, não teve orçamento, acho que ainda não tem endereço. Como na transação de compra o maior prejudicado foi o candidato a vereador Eduardo Braide nada mais justo a sua posse neste órgão. Não aguentou o fazer nada e partiu para lutar pela sua candidatura a deputado estadual, venceu, longe do PSB.

Quanto a Helena e o Afonso, todos conhecem a lastimável falta de compostura de João Castelo, humilhou pela imprensa sarneyzista com uma demissão do cargo de secretária de saúde. E ficou como se nada tivesse acontecido, o presidente Almeida não deu uma palavra em defesa.

O partido socialista paga diariamente o preço de fazer parte deste governo municipal, sem dar pitaco, somente aguando os cargos dados para o José Antonio Almeida e o Ribamar Alves como forma de manter o silêncio dos filiados.

Agora vem a hilária notícia que o Castelo quer novamente o PSB no primeiro escalão da prefeitura, oferecendo generosamente a secretaria de “Orçamento Participativo”.

Parece que ainda não foi ocupada por falta de parentes e amigos do Almeida e do Alves. Parece que todos estão empregados nos cargos dados pela família Castelo. Será que acabou a lista de agregados dos dois socialistas?

Um comentário:

blog do Walney Batista disse...

Olá estou coomçando um trabalho e gostaria que você também mim seguisse no blog do Walney Batista,sua presença só vem a enriquecer ainda mais minha página.De já agradeço e um abraço.